domingo, 10 de abril de 2016

Qual a diferença entre leite A, B, C ?


Quem já morou na roça, sabe que todo vaqueiro gosta de tomar leite de modo natural, ou seja, costuma tomar assim que é feito a ordenha, quentinho. Mas quem não tem este hábito, se tomar este leite poderá ter um dor de barriga forte. Se a pessoa que tirou o leite tiver cuidados de higiene na hora de tirar o leite, você até poderia beber, neste caso é chamado de leite cru, mas seu consumo não é recomendável, e a venda é proibida.

No Brasil, só é permitida a comercialização do leite que passa por processo de pasteurização, que garante a eliminação de bactérias danosas.

Muitos pensam que o leite tipo A possui menos gordura que os outros, mas este entendimento é errado, pois todo leite é igual em nutrientes.

Os tipos A, B e C são diferenciados pelo tipo de micro-organismo presente no leite. É o número de bactérias residuais encontradas no leite que determina seu tipo: A, B ou C.

O leite de tipo B e C recebe menos cuidados, sendo que a ordenha pode ser manual para o leite C, o leite pode ser armazenado em latões e pode ter até 40 mil bactérias por mililitro.

Já o leite A exige ordenha mecânica, resfriamento imediato, instalações mais bem equipadas e máximo de 500 bactérias por mililitro.

Há ainda um quarto tipo, o leite longa-vida (ou UHT), que passa por processo mais intenso de eliminação de bactérias, chamado de ultrapasteurização, e recebe a adição de estabilizantes, possuindo período de conservação maior que o dos outros leites. Contudo, a ultrapasteurização pode levar à perda de alguns nutrientes.

Fonte: Uol

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

Marcadores

1 milhão na conta Ações Ações ON Ações PN Adsense África Agrotóxico Alergia Alienígenas Alimentação Alimentos Amoníaco Antigo Testamento Anvisa Aposentadoria Arrebatamento Auxílio a Lista Batata Benzeno Bíblia Bitcoins BMPO Brasil Canabidiol Capitalismo Carmim de cochonilla Carne Carros CDB CDI Cemig Certidões Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI) CLT Construção Conta de Água Conta de Luz CPMF Crise Econômica Cristão Debênture Depressão Deputados Dinheiro Dinheiro recebidos do Exterior Dinossauro Dívidas Dízimo Documentos roubados Economia Egito ENEM Esgoto Evangelhos Gnósticos Febre Amarela FGTS FMI Formaleído. Ar Fosfoetanolamina Fundo de Índice (ETF) Fundo de Investimento Imobiliário Fundo Partidário Futebol Futurismo Game of Thrones Garantia Gorduras Horário de Verão ICMS Imóveis Impeachment Imposto Imposto de Renda 2015 Inflação Inovação Inseto Intercambialidade Intoxicação alimentar Investimento IRPF Jesus Judeus Judeus Sefarditas LCA LCI Lei Leite Livro de Reto Lua Marte Medicamento de Referência Medicamentos Controlados Medicamentos Similares Messias Multas de Trânsitos Nasa Natureza Nefilins Novo Testamento ONU Ouro PASEP PIB Pirâmides PIS PIS 2014 PIS 2015 Pokémon Go Política Poluição Poupança Produtos controlados Programa Farmácia Popular do Brasil Queijo Refrigerante Registro de Imóvel Religião RMNRA RMNRB2 Sábado Salário mínimo Saúde Sedentarismo Seguro-Desemprego 2015 Serviços Gratuitos SNGPC Sol Tecnologia Teorias Terra Terra Plana Tesouro Direto (Títulos Públicos Federais) TPM Trabalho Transtorno Bipolar Tricloroetileno Tubarão Branco Turismo Usiminas Veículos Viagem Visto Xileno